A Inclusão do Disléxico na escola

” É na escola que a dislexia, de fato, aparece. Há disléxicos que revelam suas dificuldades em outros ambientes e
situações, mas nenhum deles se compara à escola, local onde a leitura e a escrita são permanentemente utilizadas e,
sobretudo, valorizadas.
Sempre houve disléxicos nas escolas. Entretanto, a escola que conhecemos certamente não foi feita para o disléxico.
Objetivos, conteúdos, metodologias, organização, funcionamento e avaliação nada têm a ver com ele. Não é por acaso que
muitos portadores de dislexia não sobrevivem à escola e são por ela preteridos. E os que conseguem resistir a ela e
diplomar-se fazem-no, astuciosa e corajosamente, por meio de artifícios, que lhes permitem driblar o tempo, os modelos,
as exigências burocráticas, as cobranças dos professores, as humilhações sofridas e, principalmente, as notas…”

Prof. Mario Angelo Braggio – Orientador Educacional e  sicomotricista

 

Clique AQUI e lei o artigo na íntegra